Detido ultra-nacionalista francês que planeava atentados durante o Europeu

Share Button

O cidadão francês foi capturado em Maio na Ucrânia com um autêntico arsenal de guerra. Serviços secretos controlavam-no desde Dezembro.transferir

Os serviços secretos ucranianos detiveram em Maio um ultra-nacionalista francês que se preparava para lançar uma vaga de atentados durante o Campeonato Europeu de Futebol, que começa sexta-feira em França. O homem tinha planos para atacar 15 alvos, entre os quais pontes, estações de comboio e outros centros urbanos.

O cidadão francês foi identificado pela imprensa francesa como Gregoire M, de 25 anos, mas não há ainda uma confirmação oficial do seu nome.

Os serviços secretos ucranianos dizem que nunca representou perigo: era vigiado dede Dezembro, quando chegou ao Leste da Ucrânia e tentou criar laços com militares ucranianos para aceder a armas. Reuniu todo o armamento que tinha consigo sob o olhar dos serviços de segurança.

O homem conseguiu amealhar um autêntico arsenal de guerra. “Capturado pelos serviços secretos, o cidadão francês recebeu cinco espingardas automáticas Kalashnikov, mais de cinco mil munições, dois lança-rocketsantitanque, 125 quilos de dinamite e cem detonadores”, revelou Vassil Grytsak, o chefe dos serviços secretos da Ucrânia.

A França mantém-se em estado de emergência desde os atentados executados em Novembro pelo Estado Islâmico. O Campeonato Europeu de Futebol foi sempre encarado como um evento de alto-risco e o próprio Presidente francês admitiu no domingo que “a ameaça existe”, mas pediu que os visitantes “não se devem deixar intimidar”.

O receio mais comum é o de um novo ataque lançado por extremistas do grupo Estado Islâmico. Mas o cidadão francês capturado no final de Maio na fronteira com a Polónia era movido por convicções diferentes, ultra-nacionalistas e islamofóbicas.

“Falava negativamente sobre as políticas de imigração do seu Governo, o alastramento do islão e da globalização”, anunciou o chefe dos serviços secretos ucranianos. “Disse também que queria executar actos de terrorismo como um protesto.”

Fonte : Publico

Share Button

1 Comment

  1. nice artikel

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.