“Imbecis”: Markl defende pai que perdeu filha em queda de avioneta

Share Button

O radialista fez uma publicação nas redes sociais, onde se mostrou profundamente indignado com o sucedido.© Facebook

A queda de uma avioneta na Costa da Caparica é um dos assuntos do dia. O acidente vitimou duas pessoas, um homem e uma menina de oito anos. A TVI teve a oportunidade de entrevistar o pai da criança e, desde então, o progenitor tem sido alvo de inúmeras críticas devido à forma como falou com a televisão.

Quem não entendeu a origem das críticas foi Nuno Mark, que fez questão de sair em defesa do pai no Facebook.

“Há dias em que a Internet é a pior invenção de sempre. Quando não havia Internet até podiam existir imbecis capazes de dizer cobras e lagartos de um homem que acabou de perder a filha de 8 anos num acidente com uma avioneta numa praia e que parece estranhamente calmo a falar para uma reportagem (não está; está numa coisa pela qual uns bons 99% dos imbecis que estão a dizer cobras e lagartos do homem nunca passaram, nem sabem que existe, chamada estado de choque); mas, quando não havia Internet, esses imbecis não nos entravam pelos olhos dentro. Estavam em casa ou no café a murmurar porcaria a um canto sem ninguém lhes dar atenção”, reflete.

E continua: “Hoje em dia têm um fórum, e julgam, e metem uma carinha zangada, e sugerem que desconfiam que há ali coisa, porque, de acordo com a sua visão do mundo, provavelmente formada por lágrimas de novela e reality show, o homem não parecia triste”.

Entretanto, o humorista termina com uma mensagem de esperança: “Quero acreditar que as redes sociais e as zonas de comentários dos jornais não são o mundo lá fora. Quero ter esperança na humanidade e acreditar que esta corja ainda é uma mísera fação da espécie humana – só que parecem muitos porque dizem muita alarvidade. Quero acreditar que a estupidez é como a espuma do banho: parece imensa e vasta, mas é fininha, desfaz-se e acaba por desaparecer”.

O que achou deste caso?

Via : noticiasaominuto

Share Button

1 Comment

  1. Eu tenho 5 filhos (27,25,24,18 e 15 anos), sou viciada em praia.Tenho tentado imaginar me numa situação idêntica à desse Senhor e não faco ideia de como seria mas seria uma dor muito profunda perder um dos meus queridos que tanto adoro mas uma coisa é certa: muita gente bem mais altruísta do que esse condutor de avionete tinha amarado em vez de aterrar em cima de pessoas, as fontes de informação ( se fossem outras…) teriam explorado o que é perder um filho com que se sonhou tanto para ter ou simplesmente não falar num assunto tão doloroso. Eu cada vez vejo menos televisão e no resto da informação fio me pelos títulos. Os meus sentidos pêsames aos pais da menina.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.