Pai agradece aos agentes da PSP que salvaram a vida do filho de 3 anos

Share Button

História foi partilhada nas redes sociais. Agentes intervieram para ajudar a levar criança em estado crítico para o hospital

TONY DIAS/GLOBAL IMAGENS

A história foi partilhada por Bruno Pontes, o pai que, no passado mês de outubro, quase viu morrer o filho. E foi prontamente divulgada pela PSP nas redes sociais, que lhe agradeceu as palavras e deu a conhecer a um público mais amplo a pronta intervenção de dois agentes do comando distrital de Setúbal.

“Tudo se passou quando eu, a minha mulher e os meus dois filhos decidimos passar um fim de semana em Sesimbra e o mais novo começou a vomitar violentamente e a desmaiar por volta das 20h30. Nós decidimos arrancar logo para o hospital García de Horta (com a aflição nem demos conta que o Hospital de Setúbal era mais perto!!!) Iniciamos a nossa marcha de emergência até ao hospital, tivemos inclusive que parar 3 vezes para reanimar a criança!! Já em Almada completamente perdido porque perdi a noção da localização do Hospital (nós somos da zona de Loures) passamos pelo carro da polícia (dos respetivos agentes em questão) eu nem vi!!! Tamanha era a minha aflição… e é aqui que entram DOIS HOMENS BONS nesta história!!!”, escreve Bruno Pontes.

DEDICAÇÃO E RECONHECIMENTO"Bom diaNo passado dia 14 de Outubro, sábado, sensivelmente entre as 21h, estes dois…

Publié par Polícia de Segurança Pública – Comando Distrital de Setúbal sur mercredi 13 décembre 2017

O pai conta que os dois agentes iniciaram no carro da PSP a marcha de emergência, sem o fazer parar, indicando-lhe o caminho para o hospital, sendo que Bruno Pontes acabou por falhar a entrada para a unidade hospitalar porque o filho estava inanimado naquele momento. “Foi então que o agente Luís Batista entrou para dentro do meu carro e prestou auxílio ao meu filho. A partir desse momento segui novamente atrás do carro da polícia conduzido pelo agente Gonçalo Pereira em direção ao hospital, desta vez consegui chegar ao hospital porque o agente Luís Batista estava a prestar auxílio em conjunto com a minha mulher e dessa forma consegui compor-me”.

Bruno Pontes escreve ainda que, já no hospital, o agente Batista pegou na criança ao colo e saltou um vão de escadas à entrada, para conseguir alcançar os serviços de urgência com maior rapidez. “Eu a correr atrás dele não consegui fazer o mesmo e acabei por cair”, conta o pai. “Felizmente tudo acabou bem e passado um dia o meu filho saiu pelo próprio pé”, escreve Bruno, que deixa o agradecimento público aos agentes para que lhes sirva de “incentivo” no trabalho e para que “todos os dias pratiquem o bem”.

A história já tinha tido, na tarde desta terça-feira, mais de 14 mil partilhas no Facebook.

via ; DN

Share Button

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.