Relógio do fim do mundo avançou: estamos a dois minutos e meio da destruição total

Share Button

Anualmente, um painel constituído por 15 prémios Nobel faz uma avaliação sobre a situação mundial e sobre os perigos que o planeta corre de sucumbir por ação humana.

Os peritos avançaram mais 30 segundos no chamado Relógio do Fim do mundo. Estamos a dois minutos e meio da destruição total.

Nunca o relógio esteve tão perto do apocalipse, desde 1953, altura em que os EUA e a URSS obtiveram as primeiras bombas termonucleares.

O aumento do perigo agora não se deve, segundo ao painel de cientistas, à Guerra Fria e as bombas, mas à verborreia do novo presidente dos EUA, Donald Trump: “As palavras não importam tanto como os atos, mas importam muito”, diz o porta-voz do painel.

Share Button

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.